Por Jessica RossoEm 12/03/2020 às 20:08

Em Siderópolis, a moradora Maria Eliete Carvalho, de 65 anos de idade, foi mordida por cães na praça, localizada no Centro de Siderópolis. O fato aconteceu na terça-feira, dia 10, quando ela retornava para casa, após o término da missa. Ela conta que pelo menos cinco cachorros vieram por trás e avançaram. Os ataques deixaram ferimentos em uma das pernas. Maria Eliete não teve ajuda no momento do ocorrido, e relata que foi para casa e de lá ligou para a filha que de imediato a levou no Hospital São Lucas, no município.

“A minha irmã também foi atacada ali na praça. Ela costuma fazer exercício alí, correr, e ela estava parada e os cachorros a atacaram”, comentou. Maria Eliete disse ainda que já havia ouvido falar de pessoas que sofreram ataques de cães que circulam diariamente pelas ruas da cidade. “Eu nunca tinha visto. É uma vergonha, e ninguém toma providência”, disse. Maria Eliete relatou ainda que ficou muito nervosa, sendo que ela tem pressão alta e tirou um tumor da cabeça há cerca de três meses. “Agora que to começando a caminhar acontece isso”, ressaltou.

A redação do Portal Engeplus teve o conhecimento de outros casos na cidade e procurou a secretária de Saúde Glaucia César Périco. Ela afirmou que a Secretaria de Saúde foi notificada sobre alguns casos, mas não soube informar o número total registrado até o momento. A secretária disse ainda que em caso de mordeduras de cães, as pessoas devem procurar a Unidade de Saúde mais próxima para atendimento e orientações.

Segundo a secretária, o município de Siderópolis instituiu o Programa de Proteção Animal, o qual objetiva o controle populacional de cães, por intermédio de castração, identificação e cadastramento. O programa também tem o objetivo de incentivo à adoção, o estímulo à posse responsável, responsabilização dos tutores e prevenção de zoonose.

A secretária disse ainda que a Secretaria de Saúde “através da Vigilância Sanitaria e Vigilância Epidemiológica atua na fiscalização e atendimento à denúncias relativas à riscos de saúde pública. A execução das ações são de responsabilidade da Fundação Municipal do Meio Ambiente, Secretaria de Saúde, Secretaria de Educação e médico veterinário”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here